Os pais, os filhos e a Constelação Familiar Sistêmica


O filho pode dizer: Eu tomo a vida!


Segundo Bert Hellinger, criador da Constelação Familiar Sistêmica


"...quando o filho diz em seu íntimo aos pais: Eu tomo a vida de vocês assim como vocês a receberam de seus pais e mais para trás de todos os seus antepassados, com tudo que isto traz consigo em termos de possibilidades e limitações, em alegria e tristeza, em tarefas e em ganhos e no preço inevitável.


Vocês são os pais unicamente possíveis e unicamente certos para mim. Portanto tomo-os como meus pais da maneira que vocês são, como os únicos e melhores para mim.

Neste instante toda a força dos pais poderá fluir para o filho, e o filho se sente enriquecido e realizado através de seus pais, e os pais se sentem assim através de seu filho.


Naturalmente, os pais também têm suas falhas.


Também eles, como todos os seres humanos, estão limitados em suas possibilidades devido a sua origem e a sua história e principalmente por sua culpa pessoal.


Por mais estranho que isto possa parecer, isso não os diminui e sim os engrandece, pois pais imperfeitos transmitem mais a realidade da vida do que pais perfeitos.


Se de um lado não tornam a vida fácil para os filhos, por outro lado os preparam de modo abrangente para a vida real.


Assim, quem concorda com seus pais da maneira que são, quem os respeita da maneira que são, quem os aceita também com aquilo que eles lhe impõem e dele exigem ganha, através disso, toda a força que lhe puderam prover". 


E se quiser participar do próximo grupo de Constelação Familiar Sistêmica entre em contato através do WhatsApp enviando nome completo.


Um abraço, Rosana.

0 visualização

Rua Padre Chico, 85 cj 64 
Perdizes - São Paulo, SP 

contato@rosanamachado.com.br

 Tel: (11) 95030-6264

  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branca Ícone SoundCloud

 Desenvolvido por Curta a Ideia -  Marketing pelo bem. © 2019